Cidade turca suspende serviço dos garis para ensinar população (na marra!) a jogar lixo no lixo

Cidade turca suspende serviço dos garis para ensinar população (na marra!) a jogar lixo no lixo
06 jul 2015

Lugar de lixo é… no lixo! Pode parecer óbvio para muita gente, mas para tantos outros ainda está longe de ser. Enquanto, no Brasil, várias cidades optam por multar aqueles que jogam lixo na rua, como forma de diminuir a sujeira, na Turquia o governo decidiu adotar uma medida mais lúdica.

Por ordem do prefeito Kazim Arslan, a cidade de Yozgat ficou sem coleta seletiva por longos 10 dias! Já imaginou ficar tanto tempo assim sem o serviço público? A ideia era mesmo incomodar. Arslan queria que a população se desse conta de quanta sujeira andava fazendo nas ruas, apenas porque sabia que alguém estaria ali para limpar.

A suspensão da coleta seletiva não se estendeu por toda a cidade, mas foi imposta em um ponto estratégico: a Praça da República, um dos cartões-postais de Yozgat, que é bastante frequentado por turistas e moradores (e, portanto, constante vítima dos porcalhões). Sementes de girassol (um popular aperitivo turco), embalagens de comida e bitucas de cigarro estão entre os resíduos mais encontrados no chão da praça.

Ou estavam. Durante os 10 dias sem coleta seletiva, a praça ficou realmente imunda (veja, aqui, o vídeo num site de notícias locais), mas os moradores parecem ter aprendido a lição. De acordo com a prefeitura, de lá para cá, a quantidade de lixo coletada pelos garis diminuiu consideravelmente.

Será que a ação surtiria o mesmo efeito no Brasil? Por aqui, estuda-se tornar lei nacional a multa para quem for pego jogando lixo na rua. Você é a favor?

Foto: Reprodução/Harberler.com



Débora Spitzcovsky
Débora Spitzcovsky

Débora Spitzcovsky é jornalista, formada pela Universidade Metodista de São Paulo e, desde o início da carreira, atua na área da sustentabilidade. Atualmente, é analista de comunicação sobre o tema na Duratex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *