Febre amarela mata todos os macacos do Horto Florestal de São Paulo

Febre amarela mata todos os macacos do Horto Florestal de São Paulo
12 jan 2018

O mundo enfrenta outro grave surto de febre amarela e não só seres humanos, mas também animais, sofrem com a situação. Na região da zona norte da cidade de São Paulo, por exemplo, no parque Horto Florestal, todos os primatas que viviam no local morreram devido ao vírus. Foram encontrados cerca de 86 corpos entre as árvores. Muito triste!

Em meio a tanta notícia ruim, uma esperança: um dia após a administração do parque anunciar a morte de todos esses animais, um casal de macacos foi visto entre os galhos altos de uma das figueiras do Horto. Macho e fêmea resistiram e foram encontrados se alimentando de frutos – o que, segundo os biólogos, é um bom sinal.

O mais surpreendente é que o casal de macacos foi visto por uma equipe de jornalismo televisivo que estava no local exatamente para noticiar que todos os macacos do parque haviam morrido. Ops…

Segundo o chefe da sessão de animais silvestres do Horto, Marcio Port-Carvalho, é possível que os animais tenham vindo da Cantareira. Se a informação se confirmar, os pesquisadores já tem um ponto de partida sobre locais em que podem investir em refúgio e recuperação da espécie após o fim do surto de febre amarela.

Força aos nossos bichinhos!

Foto: Renan Spolon/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *