Caça a ursa, mãe de 2 filhotes, indigna italianos

Caça a ursa, mãe de 2 filhotes, indigna italianos
25 ago 2014

A ursa Daniza, mãe de dois filhotes, está gerando polêmica na Itália. Após atacar e ferir seriamente uma pessoa que colhia cogumelos na floresta onde vive, o animal está sendo caçado obstinadamente pelas autoridades florestais do país. Os planos do governo para a ursa são levá-la para uma reserva, longe da civilização, e deixar os filhotes em seu habitat natural.

A decisão causou alvoroço nas redes sociais. Milhares de pessoas já aderiram ao movimento #IoStoConDaniza (#EuEstouComDaniza, em português), que defende que o animal não é perigoso e não merece ser separado de seus bebês. Daniza teria agido de forma legítima, uma vez que seu habitat natural foi invadido por humanos e ela só atacou porque sentiu que os filhotes estavam ameaçados.

Já o Ministério do Meio Ambiente da Itália discorda. Segundo eles, a captura da ursa é “absolutamente necessária”, pois ela põe em perigo a população local. E mais: o governo defende que os filhotes já têm condições de viver afastados da mãe, pois o inverno na floresta não é muito rigoroso e há alimento em abundância.

Enquanto brigam por seu destino, Daniza não facilita: há dias a guarda florestal tenta capturar a ursa sem sucesso. Ela tem uma coleira qe transmite sinais de rádio, mas seu alcance é limitado e não acompanha a rapidez com que o animal se desloca pela floresta. As armadilhas com carne e mel forjadas pela Polícia Federal italiana também não surtiram efeito. Daniza não caiu em nenhuma e até roubou a comida de dentro de uma delas. Ponto para a ursinha!

Foto: Reprodução/Facebook



Redação
Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Observações

  1. Kátia alves Diz: Maio 1, 2016 at 6:16 am

    Mas ten gente “idiota “paren de estressa e deixe eles em paz!e outra coisa,somente a mãe e que sabe quando seus filhotes deve viver e se virarem,
    sozinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *