Brasil cria Centrais de Libras para facilitar acesso de deficientes auditivos aos serviços públicos

Brasil cria Centrais de Libras para facilitar acesso de deficientes auditivos aos serviços públicos
29 dez 2017

Mais uma conquista da luta pela inclusão social! A criação da Central de Interpretação de Libras pelo país oferece um serviço mediador entre pessoas com deficiência auditiva, surdos e surdocegos no atendimento público. Com o propósito de promover a acessibilidade e facilitar a obtenção de serviços como consultas médicas, entrevistas de trabalho e até audiências no poder judiciário, os espaços ficam na sede da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e PolíticasO serviço disponibiliza gratuitamente traslado e um intérprete de Língua Brasileira de Sinais para intermediar a comunicação.

As centrais estão equipada com telefones e computadores com webcam para as pessoas poderem solicitar o atendimento. A pessoa com deficiência auditiva pode entrar em contato para agendar atendimento via e-mail, Facebook, SMS, Skype, Whatsapp ou telefone fixo, e presencialmente.

Desde 2012, foram implantadas 38 centrais por todo o Brasil, em 20 unidades federativas orientadas pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, promovendo cidadania a essas pessoas. Em São Paulo, os avanços têm ido ainda mais longe pela inclusão social e o ensino obrigatório da Língua Brasileira de Sinais (Libras) nas escolas da capital está em trâmite, para ser ainda aprovada pela Câmara dos Deputados.

LEIA TAMBÉM: Diferente do Brasil, Copa de 2022 no Catar terá estádio 100% desmontável feito de contêineres

Segue uma lista de municípios que contam com o projeto, que deve expandir ainda mais pelo Brasil: Araguaína/TO – Belém/PA – Rio Branco/AC – Macapá/PA –Manaus/AM (2) – Maceió/AL – Jequié/BA – Salvador/BA – Fortaleza/CE – Juazeiro do Norte/CE – Cuiabá/MT – Brasília/DF – Goiânia/GO (2) – São Luís/MA – Campo Grande/MS – Belo Horizonte/MG – Uberlândia/MG – João Pessoa/PB – Campina Grande/PB – Petrolina/PE – Caruaru/PE – Teresina/PI – Picos/PI – Parnaíba/PI – Niterói/RJ – Petrópolis/RJ – Queimados/RJ – Horizontina/RS – Parobé/RS – Lages/SC – São José/SC – Campinas/SP – São José do Rio Preto/SP – Guarulhos/SP – São Paulo/SP.

Foto: Secretaria de Saúde POA Fotos/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *