Tem pouco espaço para plantar em casa? Aprenda a fazer uma horta em espiral

Tem pouco espaço para plantar em casa? Aprenda a fazer uma horta em espiral
05 jan 2018

Super alinhada com os conceitos de permacultura, (além de linda!) a horta em espiral é muito mais harmônica para os cultivos e para o meio ambiente que a cerca, garantindo inclusive que o hortelão consiga plantar espécies mais variadas no espaço que possui. Animou para ter uma onde mora? Então se liga nas dicas abaixo!

A horta em espiral pode ser feita com vários tipos de material – tijolos, pedras, seixos, madeira, troncos e até garrafas de vidro vazias – e ocupa pouco espaço horizontal em casa. Para o sucesso ser garantido, as plantas devem ser arranjadas de acordo com seu tempo de crescimento e com o tamanho que podem atingir. Assim, é possível aproveitar melhor o espaço – tanto terrestre quanto aéreo – e garantir que cada cultivo receba a quantidade de adubo e água ideal para seu desenvolvimento.

Escolha um local em casa que receba luz solar por, pelo menos, quatro horas todos os dias e, então, com o material que escolheu para montar sua horta, construa uma espiral de forma que se eleve gradualmente. Deposite terra entre as lacunas internas – de preferência, terra escura, por ter mais húmus – e cubra parcialmente a espiral com folhas, serragem ou areia, para evitar o crescimento de ervas daninhas.

Feito isso, vem a parte mais importante: escolha com muito cuidado as plantas que serão cultivadas. Lembre-se: é disso que depende o sucesso da sua horta!

No topo da espiral devem ser colocadas espécies que necessitam de mais sol e menos água, como arruda, melissa, lavanda, alecrim, babosa e outras suculentas. Já o meio da estrutura deve ser reservado para os vegetais que não gostam muito de sol e preferem um solo com pouca umidade, como morangos, malvas, tomatinhos-cereja, cebolinha e salsa. Na parte de baixo, devem ser plantadas as espécies que podem receber menos incidência de luz solar e que necessitam de mais umidade, como gengibre, tomilho, manjericão, hortelã e mil folhas, entre outros.

LEIA TAMBÉM: 
Aprenda como fazer uma horta em casa em 10 lições

A manutenção da horta, claro, também é muito importante. Para manter a espiral bonita e saudável, é preciso garantir que a irrigação esteja em dia. O solo deve estar sempre úmido – por isso, regue a horta pelo menos dia sim, dia não. Em alguns casos, dependendo das espécies escolhidas, é preciso regar até duas vezes ao dia. Fique atento às necessidades dos seus cultivos! 

Além disso, a fertilização e a poda também são fundamentais. O espaço da horta em espiral é reduzido, logo, é necessário fertilizar a terra a cada nova estação. Já a poda colabora para que uma espécie não ocupe o lugar da outra – e lembre-se de escolher sempre as melhores luas para o momento da poda.

Pronto para colocar as mãos na terra? 🙂 

Foto: Reprodução/Pinterest



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *