Ainda faltam 81 anos para termos igualdade de gênero, diz ONU

Ainda faltam 81 anos para termos igualdade de gênero, diz ONU
09 mar 2015

Em pleno século 21, mulheres ainda ganham salários 23% menores do que os homens e a previsão é de que essa diferença demore umas boas décadas para acabar. A estimativa é da ONU-Mulheres, que divulgou a notícia no relatório Declaração de Pequim e Plano de Ação Completam 20 Anos.

A publicação faz um balanço do que mudou desde a assinatura de documento na Quarta Conferência Mundial sobre a Mulher, que aconteceu em 1995, na capital chinesa. A declaração foi assinada por 167 países-membros da ONU, que se comprometeram a realizar ações conjuntas, entre governos, iniciativa privada e sociedade civil, para buscar a igualdade de gênero.

Duas décadas depois, os resultados não agradam à ONU. “Há uma lacuna decepcionante entre as normas e a implementação da Plataforma de Ação de Pequim, e um fracasso coletivo de liderança nos progressos para as mulheres”, disse Phumzile Mlambo-Ngcuka, diretora executiva da agência da ONU para Mulheres, em comunicado oficial.

Segundo ela, no ritmo atual, precisaremos de 81 anos para alcançar a equidade de gênero na economia e 50 anos para atingir igualdade entre homens e mulheres na política.

O que poderia acelerar esse processo? Mlambo-Ngcuka tem a receita na ponta de língua: “Deixe-me sugerir três requisitos essenciais [para equidade de gênero]: vontade e liderança política inabaláveis; aumento dos investimentos na agenda para as mulheres e meninas e uma forte responsabilização que inclui a sociedade”, afirmou. Mãos à obra!

Veja o relatório Declaração de Pequim e Plano de Ação Completam 20 Anos na íntegra, em inglês.

Imagem: J. Howard Miller/Reprodução



Redação
Redação

Também quer ver seu texto publicado no The Greenest Post? Entre em contato com a gente pelo e-mail colabore@thegreenestpost.com!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *