É mais cara? Difícil de encontrar? É feia? Confira 5 mitos sobre a moda sustentável

É mais cara? Difícil de encontrar? É feia? Confira 5 mitos sobre a moda sustentável
22 jan 2018

É só ouvir o termo moda sustentável que muita gente já torce o nariz. Puro preconceito! Desmistificamos abaixo cinco mitos que as pessoas costumam disseminar por aí sobre vestuário eco-friendly.

1. EXIGE ALTA MANUTENÇÃO

As peças de roupa sustentáveis são sim mais delicadas por causa do processo de tingimento natural e da natureza do fio feito à mão. Por isso, é mesmo preciso ter mais cuidado com elas na hora da lavagem e secagem. Porém, em longo prazo, uma peça de roupa bem produzida irá sobreviver muito mais do que uma de compra rápida. Logo, super vale o custo-benefício!

2. NÃO É ELEGANTE 

As pessoas geralmente associam roupas sustentáveis com breguice. Puro preconceito! Além do fato de que moda e beleza são conceitos subjetivos e individuais – e de que o importante mesmo é vestir algo que te faça sentir bem –, diversos estilistas e celebridades já estão provando por aí que moda sustentável é sim muito elegante e bonita. Como exemplo, podemos citar o (belíssimo!) vestido de plástico reciclado que Emma Watson usou no tapete vermelho, que já noticiamos aqui no The Greenest Post.

3. É CARO 

Vale lembrar que o valor atribuído a uma peça de roupa é fruto de todo o seu processo produtivo – até a entrega do produto final nas lojas. Sendo assim, o preço de uma peça sustentável não é desproporcional ao tempo e esforço dedicados à sua produção, que exige maior cuidado. Já falamos acima sobre a questão do custo-benefício, sem contar que o charme da moda sustentável está no fato de que cada peça é única, devido as variações de tingimento e tecelagem no processo produtivo – e isso, de fato, atribui à peça um valor agregado.

4. É RÚSTICO

Ao contrário do que diz a crença popular, nem todos os tecidos sustentáveis ​​são ásperos e grosseiros. Já existem vários no mercado que são macios e suaves – e, inclusive, superinovadores –, como listamos no post Borra de café, resíduos de tofu, leite coalhado… 11 materiais que já estão sendo usados para produzir tecidos sustentáveis.

5. DIFÍCIL DE ENCONTRAR

Essa, talvez, seja a desculpa mais esfarrapada. Cresce exponencialmente o número de marcas e designers que investem em peças sustentáveis – e, na era da internet, encontrá-las por aí não é nada difícil. Falamos, inclusive, sobre o assunto no post 10 marcas eco-friendly nacionais e internacionais que investem em moda sustentável.

Foto: Free-Photos/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *