Borra de café, resíduos de tofu, leite coalhado… 11 materiais que já estão sendo usados para produzir tecidos sustentáveis

Borra de café, resíduos de tofu, leite coalhado… 11 materiais que já estão sendo usados para produzir tecidos sustentáveis
19 jan 2018

A indústria têxtil está entre as que mais polui e desperdiça matéria-prima no mundo – sem mencionar o grande problema com o trabalho escravo. Por isso, é tão importante procurar saber como as roupas que você compra são feitas. Algodão orgânico e fibras de garrafa PET não são os únicos jeitos de produzir tecidos de forma sustentável.  Confira outras 11 maneiras abaixo!

1. CRAiLAR

Uma fibra de linho que reduz drasticamente o uso de produtos químicos e de água em sua fabricação. Parece muito com algodão e, portanto, pode ser usada para substitui-lo, ajudando a reduzir os impactos ambientais que o plantio do algodão tradicional causa.

2. Qmilk

Uma fibra natural e renovável 100% derivada de uma proteína do leite coalhado. O resultado é um tecido semelhante à seda, mas bem menos caro (e mais sustentável)! É bastante durável e naturalmente antibacteriano, além de bem fresquinho, sendo ideal para a prática de esportes.

3. Econyl

Um tecido reciclado, produzido pela Aquafil, cuja produção é 100% feita a partir de resíduos de redes de pesca de nylon. A inovação já é um sucesso entre aqueles que há tempos esperavam por uma opção de nylon sustentável – desde que o poliéster reciclado chegou ao mercado.

4. S.Cafe

Uma nova fibra fabricada em Taiwan a partir da reciclagem de borras de café. O grão tem propriedades para mascarar os odores naturais do corpo, sem deixar cheiro nas roupas. E mais: as borras de café requerem menos energia no processo de fabricação de fibras de tecido, tornando-se uma alternativa mais sustentável aos materiais tradicionais, como o algodão.

5. EcoCircle

Um tecido feito de PET à base de plantas. É isso mesmo: a alternativa contém 30% de cana-de-açúcar, que substitui o óleo usado para a fabricação do poliéster tradicional. A Teijin, empresa responsável pela produção, garante ainda que o tecido pode ser submetido a um sistema de reciclagem em circuito fechado no final da sua vida útil, não gerando resíduos.

6. Evrnu

Uma nova tecnologia inovadora que promete reciclar resíduos de roupas de algodão para criar uma nova fibra renovável de qualidade. Se a moda pega, a Evrnu promete revolucionar a indústria têxtil.

7. Lenpur

Um tecido biodegradável feito da árvore do pinheiro branco que remete ao conforto da seda e ao toque de cashmere que dá leveza às roupas. A Lenpur, responsável pela fabricação, afirma que se trata de uma fibra que supera em qualidade as demais feitas de celulose, devido à sua suavidade e capacidade de absorção e de liberação de umidade. O tecido possui ainda outra grande qualidade: garante equilíbrio térmico, mantendo-se mais fresco no verão e mais quente no inverno.

8. Liocel

Uma fibra celulósica extraída da polpa da madeira que utiliza apenas processos livres de produtos químicos em sua fabricação. Os solventes não-tóxicos que são usados na produção são, em seguida, reciclados, gerando muito pouco subproduto (ou resíduos). O material pode ainda ser misturado com outras fibras para criar tecidos como o SeaCell, que descrevemos abaixo.

9. Seacell

Uma fibra derivada da mistura da polpa da madeira – o tecido Liocel acima – e de algas. O resultado, segundo a fabricante Smartfiber AG, garante um tecido com propriedades protetoras e anti-inflamatórias para a pele, que estimula o metabolismo de quem as usa. É como se suas roupas tivessem vida!

10. Tecido de soja

Um tecido sustentável 100% biodegradável, pouco conhecido, feito a partir de resíduos da fabricação de tofu. A proteína de soja é liquefeita e, em seguida, esticada em fibras longas e contínuas, que são cortadas e processadas como qualquer outra fibra de fiação. Como a soja tem alto teor de proteína, o tecido é muito receptivo a corantes naturais, dispensando a necessidade de uso de corantes sintéticos. E mais: a fibra da soja é macia, delicada e mais resistente do que a seda e o algodão. Uma boa opção , não?

11. Tecido de urtiga

Chutamos dizer que é um dos tecidos mais sustentáveis de que já tivemos notícias. O tecido de urtiga produz uma fibra têxtil excepcionalmente forte, elástica, suave e que ainda retarda a ação do fogo. Quando é misturada com fibras de linho, ainda adquire propriedades anti-bacterianas e se torna resistente ao bolor. Impressionante ou não?

Foto: MBatty/Creative Commons



Mattheus Goto
Mattheus Goto

Estudante de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, repórter na COP 23, estagiário no The Greenest Post e apaixonado por música, arte e histórias de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *